MASSACRE NO MCDONALD’S | HISTÓRIA DE UM CRIME

HISTÓRIA DE UM CRIME

Episódio de hoje: MASSACRE NO MCDONALD’S

Texto escrito por: André Santos

Realização: TV Informa | Apoio: Web RTV


AVISO: Caso seja sensível a este tipo de conteúdo, recomendamos que interrompa a leitura.

Caro leitor, você provavelmente já se perguntou o que é um serial killer. Para iniciarmos este episódio, irei esclarecer o que você precisa saber.

Um serial killer traz características óbvias em sua conduta como mentes sombrias, desejos perversos e uma compulsão fora do normal pelo desejo de matar, e eles, em 99% dos casos seguem um padrão vitimando mulheres ou menores de idade.

Ted Bundy e John Wayne Gacy dois assassinos em série conhecidos

Nos Estados Unidos, a maioria é composta por pessoas de cor de pele branca e seguindo a criminologia, quase sempre são do sexo masculino.

A definição de um serial killer não é muito direta, mas trás nela três elementos importantes:

1 – Tem pelo menos três homicídios;

2 – Os assassinatos tem que ocorrer em locais diferentes;

3 – Tem que haver um intervalo de tempo.

Algo precisa ser considerado nesta análise: um serial killer é bem diferente de um assassino em massa.

O assassino em massa é quando um indivíduo se mata ou é morto como no caso de hoje, tomado por fúria que extermina um grupo de pessoas de uma só vez.

O MASSACRE NO MCDONALD’S

James Huberty foi um assassino em massa, exterminando muitas pessoas de uma só vez. Sua infância não foi tranquila e isso levou ele a ter escolhido o lugar do massacre no McDonald’s, e no decorrer desta matéria você irá entender o motivo.

Reprodução: James Huberty

Ele teve uma mãe religiosa, que ao se tornar missionária, abandonou a família quando James tinha 7 anos. Foi criado por seu pai e cresceu sendo solitário e ressentido.

O menino era muito fanático por armas de fogo e tinha como única companhia o seu cachorro. Na sua juventude começou a usar armas e tinha um bloqueio de se relacionar com pessoas.

Conturbado quando criança e cheio de problemas, James foi se tornando cada vez mais paranóico. No dia anterior ao crime que iria cometer, James ligou para um centro de saúde mental.

Um dia após a ligação, 18 de julho de 1984 em San Ysidro quando o massacre aconteceu.

O assassino e sua família

Antes do crime, o assassino levou sua família no zoológico de San Diego e logo após, comeu em um restaurante do McDonald’s, no bairro Clairemount.

Ao chegar em casa, James falou para sua esposa: “A sociedade teve a sua chance”.

Horas mais tarde, James se vestiu com uma calça camuflada e uma camisa preta e preparou as suas armas. Sem entender o que estava acontecendo, sua esposa perguntou para onde ele iria, e logo ele disse: “Caças humanos”.

Cenas do massacre

Era aproximadamente 15h40, James Huberty entra no McDonald’s de San Ysidro e ordena que todos se deitassem. Após executarem a ordem, James disparou contra todos, ferindo e matando, sem que as vítimas pudessem se defender.

James começou a atirar nas pessoas que estavam perto da porta. Maria Ribeira estava no chão com marido e seus dois filhos e, implorava para que ele parasse. Cheio de fúria, o assassino dispara 14 vezes contra Victor, marido de Maria.

O assassino estava longe de si mas sabia a atrocidade que estava cometendo, e andava entre as poças de sangue procurando terminar ‘seu trabalho’. James tinha munição suficiente para causar mais duas horas de terror.

Cenas do massacre

Entre os mortos estavam uma criança de apenas oito meses de vida. Uma vítima mulher recebeu 41 disparos a queima roupa e a sangue frio do assassino.

A polícia chega ao local e se depara com um verdadeiro massacre, criado por alguém que não soube se encaixar na sociedade e não soube resolver seus traumas do passado. Na verdade naquele momento ele estava resolvendo, fazer tamanha maldade era como estar fazendo as pazes com o seu passado.

Policial preparado para executar James

Um policial atento, mirou no peito de James, que acabou falecendo com um tiro no seu coração sombrio.

Lembra que abri essa caso dizendo que James escolheu o local do crime? Pois bem. Esse local era significativo para o assassino, já que trazia a imagem de uma família feliz, algo que James não pôde ter.

DEPOIS DO MASSACRE

O McDonald’s de Ysidro foi demolido.

Memorial às vítimas

A propriedade deu lugar ao Centro de Educação da Southwertem Community College, um memorial para as vítimas mortas.

O massacre provocado por James Huberty deixou 19 pessoas feridas e 21 pessoas mortas.

Por: André Santos|@dehsantos.oficial

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s