CASO MARIANA FERRER: Justiça inocenta André Aranha por “estupro culposo”. Entenda

Em setembro, chegou ao fim por meio de uma audiência virtual o fim do julgamento do empresário André de Camargo Aranha, acusado de estuprar a jovem promoter catarinense Mariana Ferrer, de 23 anos, durante uma festa em 2018.

Reprodução: Mariana Ferrer e o acusado André Aranha

Hoje, 3 de novembro de 2020, o nome da jovem e a setença da audiência está no twitter entre os assuntos mais comentados do país.

A sentença foi designada como André Aranha inocente no caso.

De acordo com o promotor do caso, não havia como o empresário saber, durante o ato sexual, que a jovem não estava em condições de consentir a relação, entendendo que não houve ‘intenção’ de estuprar.

Por tanto, o juiz Rudson Marcos, da Terceira Vara Criminal de Florianópolis aceitou a argumentação feita pelo advogado de defesa do acusado Cláudio Gastão da Rosa Filho, de que o empresário teria cometido “estupro culposo”, um crime não previsto por lei.

Como ninguém pode ser condenado por um crime que não existe, o empresário foi absolvido.

Mariana recebeu da justiça apenas o direito de acompanhamento psicológico para ela e sua família, pago pela casa de eventos, onde aconteceu o crime.

A audiência foi marcada por humilhações a vítima, feita pelo advogado de defesa do empresário, que você assiste abaixo:

O vídeo é exclusivo do portal ‘The Intercept Brasil’

Abaixo os tuítes de revolta das pessoas na internet:


  • Por: André Santos / Instagram: @dehsantos.oficial

1 resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s