Análise crítica da primeira semana de Fina Estampa

A novela “Fina Estampa” de Aguinaldo Silva está sendo reprisada no horário das 21h30 logo após o “Jornal Nacional” decorrente da pandemia de coronavírus ter afetado as gravações de todas as produções globais.

Basicamente podemos dizer que a novela está passando em média de dois à três capítulos por dia. Os cortes de intervalo ou de um capítulo para outro, são sem dúvidas, muito grosseiros e nítidos inclusive para leigos, já que a classificação indicativa e a logo de “Closed Captions” aparecem bem na hora.

Outra coisa que já foi citado aqui no blog inclusive, foi a vinheta de abertura da novela, que foi repaginada, dando um ar mais contemporâneo, segundo a Globo.

Logomarca da novela em 2011.

Porém, todo post tem seu lado positivo, e aqui registramos a história da novela, que por si é bem simples, porém, muito elaborada. De um lado Griselda, mulher trabalhadora que não tem medo de nada, do outro, Tereza Cristina, mulher rica e cheia dos “frufru”. História que vale muito a pena ver de novo, tanto é que está em horário nobre.

Por: Rubens Felipe

Categorias:Análise, Globo, novelas, Uncategorized

Marcado como:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s