TERREMOTO NA CHINA – ACONTECEU NO SÉCULO XXI |EP.03|

ACONTECEU NO SÉCULO XXI – O Documentário

Por: André Santos

Realização: Entretenimento Tv Informa

EP.03 TERREMOTO NA CHINA – ACONTECEU NO SÉCULO XXI

Nem só de boas notícias foi marcado o século XXI.

Acontecimentos voltado a natureza e há catástrofes naturais marcaram o século, um exemplo foi o terremoto na China em 2008.

O TERREMOTO

Com certeza, 2008 foi um marco na história dos chineses, os primeiros meses do ano se dividiram entre as expectativas para o início dos jogos olímpicos e as catástrofes naturais, como os terremotos que mataram milhares de pessoas no país.

No dia 12 de maio de 2008 acontecia uma das piores catástrofes já ocorridas na China, um terremoto com 8 graus na escala Richter (escala que varia de 0 a 9), atingiu o país, principalmente a região sudoeste, onde esta a província de Sichuan, epicentro do abalo sísmico.

AS CONSEQUÊNCIAS DO TERREMOTO

O terremoto na China foi apontado como o mais forte já registrado nas últimas três décadas, que consequentemente provocou um rastro de destruição pelo país, demolindo cerca de 5,4 milhões de casas, condenado cerca de 21,4 milhões e ainda deixando 11 milhões de pessoas desabrigadas.

Destacada como uma das principais potências mundiais, a catástrofe coincidiu com os preparativos das olimpíadas, deixando um elevado prejuízo e uma nação preocupada.

De acordo com informações do governo chinês, o número de mortos foi acima de 80 mil, incluindo ainda cerca de 23.775 pessoas que estavam desaparecidas nos destroços, tal acontecimento se espalhou para a economia, deixando um prejuízo que ultrapassou as cifras dos 120 bilhões de reais.

IMPACTOS APÓS O TERREMOTO

Um agravante após a catástrofe foi o surgimento de epidemias propiciadas por causa da decomposição dos corpos dispersos, além de uma enorme quantidade de ratos e falta de água.

O TERREMOTO PROVOCA MUDANÇAS

A mudança de estratégia não poderia ser mais evidente, o governo da China se fechou por completo.

Além de recusar ajuda externa, mandou soldados despreparados para a região da catástrofe, a 121 quilômetros da capital, Pequim.

Como se não bastasse, proibiu a entrada de estrangeiros na cidade por sete anos. Há dois meses, quando eclodiram conflitos com os monges no Tibete, a reação oficial chinesa foi similar à de 1976.

Fechou as fronteiras e se recusou a discutir as reivindicações separatistas com a comunidade internacional.

Embora o epicentro estivesse a 1.500 quilômetros da capital, o primeiro-ministro, Wen Jinbao, se deslocou para a região do desastre no mesmo dia do tremor, a segunda-feira 12. Poucas horas depois de sua aterrissagem, imagens do dirigente político entre escombros, supervisionando os trabalhos de socorro e resgate, passaram a ser exibidas em todo o planeta.

Na seqüência, chegou o presidente Hu Jintao. “A tarefa é árdua e o tempo urge”, disse Jintao, segundo a agência oficial de notícias Xinhua.

Com certeza, o terremoto que marcou a China em 2008 também marcou a histórica do planeta, que por sua vez adotou e adota até hoje medidas para se precaver de catástrofes futuras.

NOS PRÓXIMOS EPISÓDIOS

O terrorismo no século XXI; a morte de Osama Bin Laden; a Revolução Digital e muito mais.

Obrigado por acompanhar mais um episódio e até o próximo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s