APRENDENDO A VIVER – Capítulo 12

APRENDENDO A VIVER - Capítulo 12

Foto: Teaser Tv Informa

APRENDENDO A VIVER |CAPÍTULO 12|

por Ítalo Samuel Ferreira

PERSONAGENS:
Mia – Letícia Colin | Kim – Bruna Marquezine

CAPÍTULO ANTERIOR: Mia chega ao hotel onde sua mãe trabalha, e é atendida mesma. Mia conta seus problemas para Kim, e convida ela para um café. Mia suborna o gerente do hotel, para que libere a funcionária.

CAPÍTULO DE HOJE:

KIM: – Tudo bem! Me conte mais.

MIA: – Pois bem, vamos iniciar, como eu disse acabei de sair da minha separação, e o mais importante perdi a minha filha.

Mia começa a chorar (de verdade)…

KIM: – Mas por quê? Como? Hum, como você perdeu a sua filha?

MIA: – Eu acabei com os sonhos dela, minha filha está sofrendo muito com a separação, o juiz ordenou que minha filha fique com o pai dela, e ainda por cima minha filha já não me quer mais, já não gosta mais de mim! E daí eu agredi ela, tipo cortei os cabelos dela, e ela ficou um dia inteiro sem comer na minha casa, tudo foi descoberto e a qualquer momento eu posso ser presa.

KIM: – Como assim? Mas tipo você não têm culpa.

MIA: – Não, eu não tenho culpa, eu estava sobre pressão, muita pressão! Estou prestes a ficar uma presidiaria, uma rica, mas, presidiaria!

KIM: – Mas você é tão nova!

MIA: – Sim, eu engravidei com 15 (quinze) anos de idade, e me casei com 18 (dezoito) anos de idade. Minha vida está por um fio!

KIM: – Não fale assim! Enquanto você têm como ser perdoada e não ir para o inferno, já eu estou condenada para queimar lá.

MIA(fingindo estar assustada): – Credo! Mas, mas, mas porque?

KIM: – Eu não sei se eu falo. Não sei.

MIA: – Pode falar, confie em mim, podemos ser amigas.

KIM (indecisa): – Hum, hum, verdade! Pois, é uma história longa.

Eu tive uma filha, eu fugi de casa, nunca casei, mas eu fui morar com o meu namorado em uma casa onde a vó dele morava morreu, eu não gostava da minha filha, pois, pois ela era um fruto de um abuso do meu pai, ele me abusava. Eu odiava minha filha.

Kim começa a chorar…

MIA: – Calma, se acalme! Termine de contar.

KIM: – Bom, o meu marido espancava minha filha, batia com força nela, torturava ela, fazia até pressão psicológica, e eu apoiava, eu mesma também fazia isso.

Ela fugiu de mim, não tenho informações dela, espero que ela esteja em um lugar melhor, e não lembre de mim, nem do meu marido.

Depois que ela fugiu eu inventei uma desculpa para os meus vizinhos, resumindo eu fui um horror como mãe!

Kim começa a chorar novamente…

MIA (fragilizada): – Não fale mais isso, você teve seus motivos.

KIM: – Não, não, eu mereço queimar no quinto dos infernos!

MIA: – E eu aqui falando bobeiras da minha vida! E você ainda continua com esse cara?

KIM: – Sim, eu ainda amo ele!

MIA: – Eu tenho que ir, mas eu vou anotar o meu número de telefone aqui, tudo bem?

Aí você anota o seu também, ok?

KIM: – Ok!

Continua…

FIM DO CAPÍTULO 12

Categorias:aprendendo a viver

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s